5 Dicas para o seu planejamento de obras

5 Dicas para o seu planejamento de obras

Prazos não atendidos, problemas com a regularização da obra, orçamentos ultrapassados, desperdícios, prejuízos e baixa produtividade são a realidade de muitos projetos. Mas um planejamento de obras eficiente pode mudar esse cenário!

Entenda como agilizar e otimizar suas construções, contando com os recursos certos e planejando de forma estratégica.

Como desenvolver um planejamento de obras assertivo?

1. Atente-se à regularização da obra

Para evitar atrasos, burocracias e dores de cabeça, a regularização da obra deve ser considerada desde a fase de planejamento, a partir de um projeto que atende a todas as normas técnicas. A sua construção deve ser estruturada em conformidade com os requisitos de licenciamento, apresentando um projeto arquitetônico, a contratação de um profissional habilitado, o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, entre outros alvarás e atestados.

2. Defina e siga prazos coerentes

Cada etapa da execução de um projeto deve ser considerada no planejamento de obras, com metas e prazos realistas. Pense no tempo de todas as tarefas e fases na prática, estabelecendo uma margem para imprevistos e mudanças, sem estender ou acelerar demais o projeto, pois ambos podem prejudicar o engajamento de seus funcionários, bem como a qualidade da sua obra!

3. Esteja preparado contra os riscos e as adversidades

Clima, fornecedores e falta de funcionários são só algumas das variantes que impactam diretamente na execução de uma construção. É importante que o seu planejamento de obras considere uma margem de tempo, investimento e energia para você não ser pego de surpresa, evitando grandes prejuízos, desperdícios e riscos operacionais.

4. Controle e acompanhe o seu planejamento de obras

Um verdadeiro planejamento de obras não se resume em definir etapas, funções e recursos, mas sim apresenta uma visão real e concreta sobre tudo o que é realizado. Para isso, um Diário de Obras pode te ajudar, mantendo um histórico da evolução do projeto a cada dia, para qualquer dúvida ou necessidade que surgir. Além disso, esse processo é essencial para fundamentar suas decisões e avaliar se a sua obra está atendendo às metas e aos prazos estabelecidos!

5. Busque os materiais com melhor custo-benefício

O foco na qualidade e no orçamento são os pilares de um bom planejamento de obras. Portanto, estude materiais e acabamentos que se encaixem no padrão que busca para o seu projeto, e também que caibam no seu bolso!

A escolha certa da matéria-prima pode, inclusive, otimizar outros aspectos do seu planejamento. O EPS Isopor®, ou poliestireno expandido, por exemplo, é reconhecido por agregar inúmeras possibilidades ao segmento da construção civil, desde a estruturação até os acabamentos das obras. Leve, fácil de manusear, prático e 100% reciclável, o EPS te ajuda a economizar com a mão de obra e a agilizar a execução de seu projeto. Além disso, o material atende a todas as normas técnicas e padrões de qualidade exigidas pelo segmento.

Não é à toa que a construção civil é o setor que mais utiliza o EPS Isopor®. Com diferentes densidades, formatos e aplicações, o material agrega inúmeros benefícios para a obra, como isolamento térmico e resistência contra mofo e umidade. Conheça as principais aplicações e vantagens do EPS Isopor® na construção!



Leia Também