Saiba quais são os 3 pilares da sustentabilidade

Saiba quais são os 3 pilares da sustentabilidade

Ao longo dos anos, acreditava-se que a sustentabilidade, conjunto de ações com a finalidade de preservar as gerações futuras, cumprindo todas as necessidades do presente, fizesse referência apenas ao meio ambiente. Entretanto, o termo também é mencionado nas questões econômicas e sociais, formando assim os  pilares da sustentabilidade.

Esse conceito foi incorporado na Cúpula Mundial sobre o Desenvolvimento Sustentável, da ONU (Organizações das Nações Unidas) realizada em 2010 em Joanesburgo, África do Sul. De acordo com o embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, não se pode considerar o desenvolvimento sustentável sem as questões econômicas e sociais junto com as ambientais, pois o desmembramento desses três pontos não resulta em desenvolvimento. Vale ressaltar que esses pilares já haviam sido discutidos em outros encontros.

Portanto, para as empresas se desenvolverem com foco em sustentabilidade, os três pilares devem ser a base desse progresso, uma vez que as ações praticadas em seus ciclos produtivos impactam diretamente nas gerações futuras. Por outro lado, a médio e curto prazo, essas ações atraem o olhar do público, já que 87% dos consumidores preferem comprar de empresas sustentáveis e não se importam em pagar a mais pela causa, de acordo com uma pesquisa realizada pela Union + Webster e divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).

Quais são os pilares da sustentabilidade?

Com as recentes mudanças climáticas, aquecimento global cada vez mais presente e até mesmo o surgimento de novas doenças respiratórias, o termo sustentabilidade tornou-se pauta entre os principais governos e empresas para evitar maiores prejuízos no futuro e assim garantir a integridade do planeta e melhor qualidade de vida.

Por isso, é cada vez mais comum ouvirmos empresas buscando garantir o desenvolvimento sustentável. Entretanto, todas as suas ações devem ser voltadas para os três pilares, sendo por meio deles a avaliação do quanto a empresa é sustentável, lembrando que cada um depende do outro para se sustentar, formando de fato um tripé.

Social

O primeiro pilar é chamado social e engloba diretamente o elemento humano. Em resumo, parte do princípio da criação de mecanismos que tornem a vida do ser humano mais simples e justa, com o desenvolvimento de ações que melhorem a saúde, a educação e o lazer, por exemplo.

Dentro do ambiente empresarial, os colaboradores também irão se beneficiar, através da qualidade de vida no trabalho, treinamentos, relações amigáveis, além de desenvolvê-los pessoalmente e não só como trabalhadores.

Econômico

O segundo pilar é o econômico e diz respeito à competitividade entre as empresas, ou seja, todas elas devem ser economicamente sustentáveis e capazes de produzir, distribuir e oferecer seus produtos de maneira justa em relação aos concorrentes.

Gerar empregos, garantir o fluxo econômico e até mesmo produzir com materiais recicláveis são exemplos de ações voltadas à sustentabilidade econômica.

Ambiental

O pilar ambiental é o mais conhecido entre eles, sendo o que mais ganha notoriedade quando o assunto em questão é a sustentabilidade. É nesse pilar que a empresa deve realizar atividades ambientalmente corretas e evitar os desperdícios em suas rotinas.

Nesse ponto também são levadas em questão ações que reduzam os impactos ambientais negativos devido a produção e consumo, seguir todas as legislações ambientais estipuladas pelos órgãos regulatórios, além de informar e envolver toda a comunidade a sua volta em ações de preservação do meio ambiente.

É importante ressaltar que os três explicados acima são os chamados principais pilares da sustentabilidade, mas questões tecnológicas, políticas e culturais também podem entrar nesse conceito.

Ações da Knauf em prol do desenvolvimento sustentável

A Knauf, empresa líder no mercado de EPS Isopor®, tem como uma de suas principais políticas a sustentabilidade, seguindo todos os seus processos conforme as normas da PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos).

Em cada uma de suas unidades espalhadas pelo Brasil, a Knauf disponibiliza Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) para recolhimento do isopor® pós consumo e transformá-los em novos produtos. Além disso, a empresa é parte integrante dos comitês de EPS Isopor® da ABIQUIM (Associação Brasileira da Indústria Química) e da ONG Plastivida, associações que tem como objetivo desenvolver projetos e ações em conjunto com o mercado de EPS, a fim de levar conhecimento sobre o Isopor® como material 100% reciclável e promover ações sustentáveis.v

A Knauf, por duas vezes consecutivas, é certificada programa de certificação GPTW, que tem o principal objetivo de reconhecer empresas que possuem excelente qualidade e ótimas condições de trabalho. Novamente, a empresa atingiu uma nota igual ou superior a 70, o que define a satisfação dos colaboradores em relação ao ambiente de trabalho.

Por fim, a empresa também possui um compromisso com o Pacto Global da ONU, que tem a finalidade de designar uma série de diretrizes em prol do meio ambiente.

Para saber mais sobre as ações da Knauf em prol da sustentabilidade, acesse a nossa página exclusiva sobre o assunto!



Leia Também