EPS Isopor® reduz tempo de construção de rodovias

EPS Isopor® reduz tempo de construção de rodovias

A construção de rodovias nos solos com características moles ou orgânicos (terrenos de argila, mangue ou com origem fluvial) é um desafio. Para solucionar esse dilema, a Técnica Geofoam chegou ao Brasil por meio da Knauf Isopor® como uma solução eficiente e inovadora. Entenda mais sobre essa técnica cada vez mais utilizada!

Como funciona a Técnica Geofoam na construção de rodovias?

A criação de aterros é muito comum na estruturação das estradas e rodovias. Entretanto, essa prática não é compatível com solos moles. Por isso, o Geofoam se tornou a estratégia ideal de substituição, com proporção de aproximadamente dois blocos de EPS Isopor® por um caminhão de terra.

O procedimento funciona de forma prática: Primeiramente, são avaliados os tipos de terreno para identificar se há condições para se trabalhar com aterro convencional, bem como definir se a técnica Geofoam será conveniente.

Na construção de rodovias em que são aplicadas o processo Geofoam, os blocos de EPS Isopor® são empilhados e cobertos por aterros laterais e pavimentação superior.

Dessa forma, a técnica garante agilidade, redução de custos, durabilidade e sustentabilidade para a obra, além de agregar maior resistência mecânica às rodovias. São essas vantagens que estão ampliando significativamente a utilização do Geofoam no mercado nacional. “Essa técnica já é muito utilizada fora do Brasil, surgindo na década de 70, na Noruega. O processo, que chegou em nosso país há mais de 20 anos, apresenta redução de 1/3 dos custos, se comparado a outras utilidades para solos especiais”, explica Sérgio Martinez, engenheiro da Knauf Isopor®.

Apesar do método de utilização do EPS Isopor® apresentar uma despesa maior que os procedimentos convencionais, uma vez que o material precisa ser puro e de alta densidade, com aproximadamente 20 a 30 kg/m³, por outro lado, possibilita maiores economias com a mão de obra; o que justifica o custo-benefício.

Para Martinez, o investimento é valido pelo retorno obtido. “O EPS Isopor® pesa até 100 vezes menos que outros tipos de materiais como terra, areia ou cinza, que são utilizados para fazer aterros. Dessa forma, você economiza com o transporte, o manuseio e a aplicação, reduzindo em até 55% a mão de obra. Isso sem falar na alta resistência mecânica e opções de execução em condições climáticas adversas”, explica.

Outro ponto de destaque sobre o material é a sustentabilidade, uma vez que o EPS Isopor® possui o benefício de ser 100% reciclável e não gerar impacto algum na natureza.

Saiba mais sobre o Geofoam para a construção de rodovias no site da Knauf Isopor®!

Contrução Rodvias
Isopor reduz tempo de contrução de rodovias


Leia Também