Sabia que existem larvas que se alimentam de EPS?

Sabia que existem larvas que se alimentam de EPS?

Apesar do EPS ser um material 100% reciclável, podendo ser descartado corretamente e transformado em outros materiais, como sola de sapato, régua, molduras de quadro, rodapé, brinquedos, etc, com processos que não inutilizam o material, um estudo realizado pela Universidade de Stanford mostrou que existem larvas que se alimentam do EPS desperdiçado.

De forma curiosa, o bicho-da-farinha, ou larva do besouro Tenébrio, pode sobreviver com uma dieta à base de EPS, porque existem dentro dessas larvas microorganismos que biodegradam o plástico. “O bicho-da-farinha é o primeiro inseto conhecido capaz de degradar e mineralizar um plástico comum, resistente e à base de petróleo”, diz o estudo.

Durante o experimento, uma centena de tenébrios comeram entre 34 e 39 miligramas de EPS por dia, convertendo metade dessa quantia em dióxido de carbono. Mesmo com essa alimentação, os bichinhos permaneceram saudáveis como qualquer outro grupo de larvas que tivesse recebido uma dieta normal.

Reciclagem do EPS

Em entrevista para a CNN, os cientistas informaram satisfação com o estudo: "Essa é uma das maiores descobertas em ciência ambiental nos últimos dez anos". Apesar da animação, é importante ressaltar que as larvas não devem ser utilizadas como solução ao meio ambiente. O EPS é um plástico 100% reciclável e seu destino correto é ser depositado em pontos de coletas seletivas por consumidores, usado como logística reversa ou receber os procedimentos sustentáveis por empresas que também utilizam ou fabricam o EPS.

Indústrias como a Knauf Isopor®, que produzem o EPS Isopor®, é um exemplo de boas práticas. “Reutilizamos todo material gerado internamente como refugo técnico para o processo de recortados de blocos e moldagem dos produtos. Outra oportunidade é o EPS passar pelo processo de degasagem em que, após encaminhado para extrusão, se torna poliestireno novamente, utilizado para fabricação de outros materiais como moldura de quadro, rodapé, cabo de vassoura, entre outras aplicações”, explica Airton Hajaj, gerente industrial da Knauf Isopor®.

A empresa também trabalha com a logística reversa, disponibilizando que o consumidor entregue o EPS usado para entrar no processo de reciclagem da empresa, mas reforçam que “para quem descarta o EPS é importante evitar a contaminação do material para que ele seja 100% reciclável”.



Leia Também