17 de Maio de 2018 |

Fatos que você não conhecia sobre o EPS Isopor®

Fatos que você não conhecia sobre o EPS Isopor®

O poliestireno expandido é famoso nas papelarias, muito utilizado para trabalhos manuais e escolares. No entanto, poucos conhecem de fato esse material, com tudo o que ele tem a oferecer. Conheça 5 fatos importantes sobre o EPS Isopor®!

5 Curiosidades sobre o EPS Isopor®

1. Origem alemã

O EPS surgiu em 1949, na Alemanha, por meio de experimentos realizados pelos químicos Fritz Stasny e Karl Buchholz. No Brasil, o material chegou por volta dos anos 60 e foi registrado como EPS Isopor®, em 1998, pela Knauf Isopor®.

2. Evolução da composição química

A composição química surgiu de polímeros e monômeros de estireno (um tipo de hidrocarboneto líquido fabricado a partir do petróleo) que, ao serem misturados com determinados gases, expandem e podem ser moldados em qualquer formato. Hoje, os gases CFCs que integravam o processo já foram substituídos pelo pentano, que não agride o meio ambiente ou a camada de ozônio. Apesar de não ser biodegradável, o EPS Isopor® é composto 98% de ar e apenas 2% de material, o que facilita a reciclagem e colabora com a sustentabilidade.

3. Mais de 1001 funcionalidades

Primeiramente, o EPS passou a ser utilizado em barcos, pela guarda costeira dos Estados Unidos, e também durante a Segunda Guerra Mundial. Cada vez mais popular, o EPS Isopor® agora possui diferentes utilidades, ampliando suas aplicações para o segmento de caixas, embalagens, automobilístico, alimentos e bebidas, bem como na construção civil, oferecendo inúmeras vantagens. Na construção de rodovias, por exemplo, o uso do poliestireno expandido para assentamentos e aterros reduz pela metade o tempo das obras.

4. Mais de 100.000 toneladas

Apenas no Brasil, a produção de EPS Isopor® chega a 100.000 toneladas por ano. O segmento que mais consome o material é o de construção civil, que utiliza o produto em lajes, forros, elementos estruturais, isolamento térmico e acústico, entre outras aplicações, seguido pelo de caixas térmicas e o de embalagens, com a proteção de eletrodomésticos e medicamentos.

5. Reciclagem

Poucos sabem, mas o EPS Isopor® é 100% reciclável. No Brasil, 34,5 mil toneladas de poliestireno expandido são recicladas anualmente, representando 34,5% de todo o material produzido; um índice que se iguala aos dos principais países da Europa. O EPS pós-consumo pode ser transformado e reutilizado em diferentes segmentos:

  • Reciclagem energética: produção de energia elétrica térmica;
  • Reciclagem mecânica: fabricação de novos objetos de plástico;
  • Reciclagem química: fabricação de colas, solventes e, inclusive, sola de calçados.

No entanto, para que índices de reciclagem de EPS aumentem, ainda falta conscientização e colaboração. Pensando nisso, o Comitê do EPS Isopor® e a Knauf Isopor® desenvolvem campanhas e iniciativas sustentáveis direcionadas para a população. Saiba qual é o seu papel nesse processo em nosso eBook “Tudo sobre a reciclagem de EPS Isopor®” e faça a sua parte também!

Quer saber mais sobre as aplicações do EPS Isopor®? Confira todos os segmentos e produtos que o material atende no site da Knauf.



Leia Também