20 de Outubro de 2017 |

Como pintar EPS Isopor®?

Como pintar EPS Isopor®?

Prático, o EPS Isopor® é ideal para 1.001 utilidades. Seja em molduras ou no artesanato, por exemplo, ele é leve e tem moldagem fácil e rápida, tomando qualquer forma. Mas e quanto a sua cor? Como pintar o EPS Isopor®? É isso o que vamos descobrir nesse artigo.

Técnicas diferenciadas de como pintar o EPS Isopor®

Se você já tentou pintar o EPS Isopor® com tinta guache, deve ter notado que o material absorve a maior parte da tinta, dando um resultado final não muito bonito. Isso porque o EPS é 98% composto de ar, o que o torna um material poroso.

Mas suas peças não precisam ficar presas a uma finalização amadora. Vamos entender as várias técnicas de como pintar o EPS Isopor® que podem levar seu trabalho para outro nível.

1. Tinta acrílica

Poucas tintas são tão incríveis quanto a tinta acrílica. Quem já usou esse pigmento sabe que ele pinta praticamente tudo. E quando o assunto é como pintar o EPS Isopor®, isso não é diferente.

Por ser mais grossa e ter certo teor de verniz, ela não é tão facilmente absorvida pelo EPS, e dá um acabamento final plástico, quase brilhante. Mesmo assim, a primeira camada não é garantia de sucesso – dependendo da cor escolhida, são necessárias duas ou até três para as cores mais clarinhas. O resultado final, entretanto, vale a pena.

Lembre-se de usar um pincel mais macio, para não danificar a superfície de EPS Isopor®, e solte a criatividade.

2. Tinta spray

Se a sua intenção é ter uma cobertura completa do material, a tinta spray é uma ótima opção de como pintar o EPS Isopor®. Isso porque esse tipo de tinta, como a tinta acrílica, tem também certo teor de verniz; além disso, a aplicação não poderia ser mais prática.

Entretanto, o poder de cobertura depende muito da marca e do tipo de tinta spray. Aliás, cuidado, pois a maioria das tintas spray para madeiras e metal corroem o EPS, por isso, utilize sempre a tinta spray para plásticos.

De novo, dependendo da cor, é possível que seja necessária uma segunda camada. Nessa técnica, o truque do palito funciona muito bem: Se a sua peça não for fixa, espete ela em um palito de churrasco e pinte livremente. Mas lembre-se de fazer isso em uma área aberta, preferencialmente externa, já que a tinta spray tem cheiro forte.

3. Tinta látex

Provavelmente o melhor acabamento de todos para o EPS Isopor®, a tinta látex tem alto teor de PVA (acetato de polivina); o que, além de proporcionar uma cobertura incrível no EPS, também impermeabiliza o material.

Ela também seca rapidamente, e pode ser limpa apenas com um pano úmido, caracterizando uma das melhores formas de como pintar o EPS Isopor®. Mas, como nada é perfeito, infelizmente a tinta látex tem um preço bem elevado. Ainda sim, dependendo do seu poder de investimento, vale muito a pena.

4. Caneta permanente (caneta de CD)

Ninguém vai cobrir uma peça inteira de EPS com uma caneta permanente, mas essa é uma ótima opção para traçados e detalhes.

Diferentemente da canetinha comum, a tinta da caneta permanente não se espalha tanto na superfície do EPS, nem é tão absorvida. Para quem tem mais dificuldade para trabalhar com pincéis finos, essa pode ser a solução.

Além disso, esse tipo de caneta pode ser usado em cima da pintura da tinta spray, acrílica ou látex.

EPS Isopor® da forma que você quiser!

Com essas técnicas você já pode fugir do guache e deixar seu EPS Isopor® da cor que quiser. Se você tem mais alguma dúvida em como trabalhar com esse material, dê uma olhada no nosso artigo sobre como cortar o EPS Isopor®, e continue acompanhando o Mundo Isopor®, o primeiro portal totalmente dedicado ao EPS no Brasil.



Leia Também